Blog

Como chegar ao orgasmo e evitar a anorgasmia?

Resultado de imagem para anorgasmia

Como chegar ao orgasmo e evitar a anorgasmia?

A anorgasmia é a principal disfunção sexual de mulheres. Consiste na inibição persistente do orgasmo, a falta de desejo. Como distinguir entre causas orgânicas, psicológicas? Será que tem cura?
Muitas mulheres, apesar de desenvolver uma fase de excitação sexual normal e de uma estimulação adequada em intensidade, duração e potência, têm dificuldade para atingir o clímax durante uma relação sexual.

O orgasmo culminar máxima do desejo sexual, é mais complexo em mulheres. Isso se deve a sua anatomia e fisiologia, que o tornam especialmente sensível diante da estimulação. Podem identificar-se vários tipos de anorgasmia.

A anorgasmia primária é a sofrida por mulheres que nunca tiveram um orgasmo. A secundária, ocorre quando, após ter tido uma fase normal orgásmica, deixa de experimentar de uma forma sistemática.

Imagem relacionada

Por anorgasmia absoluta entende-se o que acontece quando a mulher não é capaz de atingir o orgasmo por nenhum procedimento. Nem mesmo através de diferentes tipos de estimulação qualquer outra técnica de fomento do desejo sexual.

No entanto, a anorgasmia situacional e situacional é a que permite obter o orgasmo de uma forma determinada. Por exemplo, através do coito, quando só se consegue em circunstâncias concretas.

CAUSAS DA ANORGASMIA
Há orgânicas e psicológicas.
A fisiologia do orgasmo feminino é bastante complexa, atuam uma série de contrações reflexas de certos músculos da vagina. Às vezes, é muito difícil alcançá-lo, apesar dos esforços e penetração masculina. Além disso, qualquer trauma na xoxota, algum tipo de medicação droga podem tornar impossível atingir o clímax sexual.
São muito frequentes os motivos anímicos, como experiências sexuais traumáticas, fatores interpessoais, falta de informação, tédio, angústia, ansiedade. Entre as causas orgânicas, os motivos são doenças endócrinas ou neurológicas ginecológicas que não deixam a pessoa a ter aquele tesão de vaca resenha.

Nas mulheres afetadas é comum uma ambivalência em relação a seu compromisso face à relação de casal, o medo de ser abandonada, a sua independência sentimentos de culpa.
Os preconceitos, o medo de perder o controle sobre o seu corpo, a sua conduta, uma educação repressora, falta de conhecimentos sexuais, depressão e tensões corporais, são outros fatores que produzem anorgasmia.

Imagem relacionada

Existe uma solução?
Esta patologia sexual é tratável por especialistas , sempre e quando o paciente colabore com o terapeuta.
Os profissionais afirmam que é preciso eliminar as atitudes negativas e preconceitos em torno da vida sexual e o orgasmo, assim como fomentar a comunicação entre o casal, incentivar a auto-estima e pôr em prática um programa de exercícios sexuais específicos como uso de Xtrasize vende em farmácia para esta disfunção.

A natureza psicológica do problema, há que enfrentá-o com paciência, até que o paciente adquira segurança e controle. O tratamento tem como objetivo que a mulher possa desfrutar de seu corpo, obtendo o máximo de prazer, em uma relação satisfatória e equilibrada com o seu parceiro. Ela vai aprender a centrar a sua atenção sobre as sensações que antecedem o orgasmo, com uma resposta natural, que antes estava inibida.